QUEM SOMOS

A Igreja Batista de Água Branca (Ibab) é uma comunidade cristã evangélica batista, fundada em 1º de maio de 1937 por um grupo de cristãos oriundos da Igreja Evangélica Batista Paulistana. Está filiada à Convenção Batista Brasileira e à Convenção Batista do Estado de São Paulo.

Mais do que uma instituição religiosa, a Ibab é a comunidade de Jesus Cristo. Sendo evangélica e batista, é herdeira das crenças e valores da Reforma Protestante, e tem suas origens e raízes de fé e prática no movimento dos batistas ingleses desde o século XVI.

Os batistas não têm um fundador nem mesmo uma igreja primeira identificada como origem de seu movimento, mas surgiram em diferentes partes da Europa, e foram voluntariamente se associando em razão de suas convicções comuns. Desde o início dos anos 1600, os batistas têm adotado os seguintes princípios:

. A aceitação da Bíblia Sagrada como única regra de fé e conduta;
. O conceito de igreja como sendo uma comunidade local democrática e autônoma, formada por pessoas regeneradas e batizadas;
. A liberdade de consciência. A responsabilidade individual diante de Deus;
. O sacerdócio universal de todos os cristãos;
. A separação entre igreja e estado.

VISÃO, MISSÃO E FILOSOFIA DE MINISTÉRIO

Jesus enviou seus seguidores para que dessem continuidade à missão que havia recebido de Deus, o Pai: “assim como o Pai me enviou ao mundo, eu também vos envio”. A missão da Igreja é uma extensão da missão de Jesus. Jesus inaugurou o reino de Deus, isto é, começou a agir para que a vontade de Deus fosse feita na terra como é feita no céu. A Ibab quer poder dizer a mesma coisa que Jesus dizia aos seus contemporâneos: “o reino de Deus chegou até vocês”. A Ibab quer ser um sinal histórico do reino de Deus.

O reino de Deus inaugurado na história na pessoa de Jesus, será consumado na eternidade, quando toda a criação, e não apenas uma parte da humanidade, estiver novamente sob o domínio e cuidado de Deus. Os teólogos latino americanos definem a missão da Igreja como “levar o evangelho todo para o homem todo, para todos os homens”, promovendo a manifestação histórica do reino de Deus como um sinal profético do que serão o novo céu e a nova terra.

O reino de Deus é todo abrangente. Afeta o ser humano em todas as suas dimensões: bio-psico-espiritual e social. Alcança toda a criação: os céus, a terra e debaixo da terra. E engloba o tempo e a eternidade. A igreja, como sinal histórico do reino de Deus, transcende os limites da religião institucionalizada.

A Ibab quer ser um sinal histórico do reino de Deus, levando o evangelho todo para o homem todo, priorizando relacionamentos, envolvendo todos os seus participantes além dos limites culto-clero-domingo-templo.

O QUE CREMOS

1) A existência de um só e eterno Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, um em essência e trino em pessoas.

1.1.) Deus Pai, eterno, criador e sustentador de todo o universo, onipotente, onisciente e onipresente, santo, soberano sobre tudo e todos, antes e agora, e para todo o sempre;
1.2.) Deus Filho, eterno, unigênito de Deus Pai, encarnado, imaculado, Cordeiro de Deus, morto e ressurreto, único mediador entre Deus e os homens;
1.3.) Deus Espírito Santo, eterno, derramado sobre toda a humanidade. Deus que habita a Igreja, consolador, intercessor, que atua para convencer o homem de seu pecado, da justiça em Cristo, e do juízo de Deus, que unge e capacita a Igreja para a continuidade da missão de Jesus Cristo no mundo.

2) A inspiração divina, veracidade e integridade da Bíblia, tal como foi revelada originalmente, e sua suprema autoridade em assuntos de fé e conduta.

3) A criação do universo em perfeita harmonia, e do ser humano à imagem e semelhança de Deus.

4) A pecaminosidade universal e a culpabilidade de todos os homens, desde a queda de Adão, e a consequente sujeição de todos os homens à ira da condenação de Deus, e à corrupção e degeneração de todo o universo criado.

5) A redenção da culpabilidade, pena, domínio e corrupção do pecado, somente por meio do Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, nosso representante substituto, que através de sua morte expiatória – seu corpo partido e seu sangue derramado – satisfez a justiça de Deus e triunfou sobre a morte, o Diabo e seus anjos maus, libertando todos os seres humanos para toda a eternidade.

6) A ressurreição corporal do Senhor Jesus Cristo e sua ascensão à direita de Deus Pai.

7) A justificação do pecado somente pela graça de Deus, por meio da fé em Jesus Cristo, mediante ação do Espírito Santo.

8) A única igreja santa e universal, que é o corpo de Cristo, sendo Ele mesmo seu edificador e Cabeça, e que, na terra, se manifesta através de comunidades cristãs locais, às quais pertencem todos os que creem.

9) O reino de Deus como domínio de Deus, de fato e de direito, sobre tudo e todos, inaugurado na história por meio de Jesus Cristo e manifesto por meio de sua Igreja, e que se consumará na eternidade para a glória de Deus Pai.

10) A missão da Igreja como extensão da missão de Jesus Cristo, a saber, “levar o evangelho todo para o homem todo”, convocando todos os homens à participação no reino de Deus.

11) A segurança da segunda vinda de Jesus Cristo em corpo glorificado; a ressurreição dos mortos e a consumação do eterno reino de Deus.

ED RENÉ KIVITZ

Ed René Kivitz possui graduação em Teologia pela Faculdade Teológica Batista de São Paulo e mestrado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo.

Casado com a Silvia Regina, pai da Fernanda e do Vitor.